Alertas
815 Imóveis
Sexta, 12 Agosto 2022
Procurar Imóvel
Férias AlgarveÁrea de Clientes
À venda Moradia no centro V5 Alcobaça - lareira, cozinha equipada, ar condicionado, garagem, aquecimento central
€ 365.000
thumbÀ venda Moradia no centro V5 Alcobaça - lareira, cozinha equipada, ar condicionado, garagem, aquecimento central
0
t1t2t3t4t5REF SF-001304169m²  5.672m²Esta propriedade a 1 minuto do Mosteiro de Alcobaça classificado como Património da Humanidade pela UNESCO e a 10 minutos da Nazare (praia) A propriedade com 5672m² no centro da cidade possui moradia T5, um pavilhão/Stand auto que pode ser rentabilizado e anexo. A moradia bem conservada e com boa qualidade de construção, é dividida em 3 pisos e com caracteristicas únicas de destacar a destacar algumas obras de arte (vitrais, Mosaicos pintados à mão, como decoração,) revestimento do chão em madeira maciça, mosaicos recuperados do seculo XVIII e XIX, amplas àguas furtadas com casa de banho, está dividida da seguinte forma: Garagem utilizada como salão com minibar No rés do chão: Amplo hall de entrada Cozinha com sala em open space. Despensa Casa de banho de serviço. Sala de jantar com lareira. 2 generosas suites (quarto com casas de banho. 1 quarto No primeiro piso: àguas furtadas emplas com casa de banho. Na parte posterior da moradia possui alpendre com churrasqueira. Caixilharia de aluminio com vidro duplo Aquecimento central Ar condicionado nas águas furtadas Possibilidade de ser vendida mobilada Cozinha equipada Junto á estrada possui: Um anexo / Atelier Escritório Pavilhão com cerca de 190m² Uma oportunidade para habitação e comercio, podendo ser mais tarde feito o destaque de parte do terreno para construção.
Lote Agrícola com 151950m2 Alcobaça para vender
€ 7.250.000
thumbLote Agrícola com 151950m2 Alcobaça para vender
0
t1t2t3t4REF AV-PBI-1253151.950m²Loteamento importante junto a Alcobaça cujas obras de urbanização foram aprovadas pela CMA, para habitação (unifamiliar e plurifamiliar), comércio e serviços, com Área Bruta de Construção (ABC) total de 151.950m². Classe Energética: Isento A atual cidade de Alcobaça cresceu nos vales do rio Alcoa e do rio Baça. A área do atual concelho de Alcobaça foi habitada pelos Romanos, mas a denominação ficou-lhe dos Árabes, cuja ocupação denota uma era de progresso a julgar pelos numerosos topónimos das terras adjacentes que os recordam, tais como Alcobaça, Alfeizerão, Aljubarrota, Alpedriz e ainda outros topónimos. Quando Alcobaça foi reconquistada, a localidade tinha acesso ao mar que perto formava a grande Lagoa da Pederneira que atingia Cós e permitia navegarem as embarcações que transportavam para o resto do País os frutos deliciosos produzidos na região graças à técnica introduzida pelos monges de Cister. Afonso Henriques doou aos monges Cistercienses a 8 de Abril de 1153 as Terras de Alcobaça, com a obrigação de as arrotearem; as doações feitas ao longo dos diversos reinados vieram a constituir um vastíssimo território - Os Coutos de Alcobaça - que ia desde cerca de São Pedro de Moel a São Martinho do Porto e de Aljubarrota a Alvorninha, tendo o território atingido o seu máximo no reinado de D. Fernando I. Os monges de Cister chegaram a ser senhores de 14 vilas das quais 4 eram portos de mar: Alfeizerão, São Martinho do Porto, Pederneira e Paredes da Vitória. Os monges de Alcobaça, além da sua atividade religiosa e cultural- tiveram aulas públicas desde 1269 e nelas, além de Humanidades, Lógica e Teologia, ensinaram técnicas agrícolas - desenvolveram uma ação colonizadora notável e perdurável, pondo em prática as inovações agrícolas experimentadas noutros mosteiros e graças às quais arrotearam as terras, secaram pauis, introduziram culturas adequadas a cada terreno e organizaram explorações ou quintas, a que chamavam granjas, criando praticamente a partir do nada uma região agrícola que se manteve até aos nossos dias como uma das mais produtivas de Portugal. Joaquim Vieira Natividade refere-se aos monges de Alcobaça, como os monges-agrónomos. Os concelhos de Alcobaça e Nazaré, bem como parte do norte do concelho de Caldas da Rainha, foi arroteada e administrada pelos monges alcobacenses. Este vasto território denominava-se os Coutos de Alcobaça.
« Anterior12Seguinte »
Condições Gerais | Cookies | Política de Privacidade | Resolução Alternativa de Litígios
Copyright 2005-2022 © GTSoftLab Inc. All rights reserved. (0,06)
Powered by
GTSoftLab